Yulia Brodskaya ama papel. Esse amor pelo material é transmitido aos seus trabalhos artesanais feito com as folhas das mais variadas cores. De origem russa, hoje com 29 anos, a artista diz se divertir com o artesanato feito em papel por meio da técnica do quilling.

Quilling é a utilização de tiras de papeis que podem ser enroladas, moduladas e coladas no pano de fundo – ou em qualquer outro material aderente ao papel.

“Inicialmente, estava preocupada com as limitações da técnica do quilling e com o material com o qual o trabalho é construído – papel e cartão –, uma vez que isso determina o que pode e o que não pode ser dito dentro dos limites do meio escolhido. No entanto, essa limitação do material tornou-se uma força para mim: existe o potencial de conter pensamentos e ideias de um jeito único que o meio passa a ser parte significante da mensagem”, comenta a artista sobre sua arte.

Yulia ainda aponta outras vantagens do trabalho artesanal em papel. O fato de ser um objeto tridimensional possibilita a mudança do visual da peça cada vez que a intensidade e direção da luz mudam. “Esses fatores podem alterar drasticamente a experiência visual e emocional da mensagem do mesmo trabalho”, acrescenta a artista que já desenvolveu materiais em papel para Hermes, Nokia, the Guardian, The New York Times e por aí vai.

Conheça mais do trabalho dela no www.artyulia.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe:
  • 1
    Share