Portinari, o artista que expressou através de suas cores fortes as dores e as belezas brasileiras, agora tem sua obra e legado disponível na plataforma Google Arts & Culture. Intitulada “Portinari: O Pintor do Povo”, a coleção reúne 5 mil obras organizadas em 20 exposições virtuais, além de 15 mil documentos, entre cartas e fotografias, que retratam a vida do artista e a sua importância para o cenário artístico mundial.

A plataforma, que tem o intuito de ampliar o acesso à arte, disponibiliza pela primeira vez obras de um artista brasileiro. Para acessar o museu virtual, basta baixar o aplicativo do Google (gratuito para iOS ou Android) ou clicar no site g.co/portinari. Lá também, os visitantes podem encontrar coleções de grandes nomes, como Frida Kahlo, Johannes Vermeer e Pieter Bruegel.

O projeto foi realizado em parceria com o Projeto Portinari e outros cinco museus e instituições culturais: Masp, Pinacoteca, Museu Nacional de Belas Artes, Museus Castro Maya e Fundação Ema Klabin. Pesquisadores e interessados nas obras de Portinari poderão ter acesso ao que antes era restrito a grandes colecionadores. Já que 95% das obras de Portinari estão em coleções particulares, inacessíveis ao público.

Entre os destaques da coleção estão a digitalização em altíssima resolução de grandes produções do artista, incluindo “Mestiço”, “Lavrador de Café” e “Café”.  As obras foram fotografadas com a Art Camera, um equipamento pela primeira vez utilizado no Brasil e que permite a visualização de detalhes imperceptíveis ao olho nu.  

"Lavrador de Café", 1934.

“Lavrador de Café”, 1934

Além dos quadros e dos textos explicativos assinados por pesquisadores e especialistas, o projeto oferece também um passeio virtual à casa de Portinari na cidade de Brodowski, no interior de São Paulo. Por meio da tecnologia Street View, o visitante tem acesso aos locais por onde o artista  circulava e desenvolvia seus processos criativos.

 

Compartilhe: