Com a temática “Buenos Aires Creative: De dónde venimos y hacha dónde vamos”, Enrique Avogrado, subsecretário de economia criativa no governo da cidade de Buenos Aires, apresentou durante o 2º Fórum Internacional das Cidades Amigas do Design, as transformações urbanas que já foram adotadas pela capital argentina e também as projeções e projetos para os próximos anos que elencam a capital como 4ª economia colaborativa do mundo.

A grande diferença de estrutura urbana da capital é a subdivisão estratégica da cidade em áreas criativas. Atualmente, existem quatro distritos especializados em economia criativa: audiovisual; arte; tecnologia e design, além de um distrito focado em esporte. Enrique explica que esta subcategorização das regiões levou em consideração o entendimento da população, a sua participação e também o desenvolvimento de áreas ainda não exploradas da cidade, como exemplo, foi usado o distrito do design, que fica ao lado da maior favela da capital.

mapa buenos aires

 

O livro The Rice the Creative Class Richard Florida, norteou a fala do subsecretário que elencou como pilar da economia colaborativa aplicada às cidades os três T’s: talento, tolerância e tecnologia. Visando a transformação de Buenos Aires em um pólo da economia criativa, além dos três T’s, Enrique elencou outros três passos que permeiam todo o planejamento urbano da cidade: promover talento e criatividade; facilitar a transformação de ideias em negócios e fomentar novas indústrias sem esquecer da revitalização das indústrias tradicionais.

Outro aspecto recorrente na explanação de Avogrado foi a ideia de rede, afinal, de que adianta um designer que não consegue viabilizar as suas ideias e projetos? Partindo deste pressuposto a gestão do município tem como principal ferramenta uma gestão de redes colaborativas que acredita fielmente na participação da sociedade nos processos de transformação da cidade e expansão da economia criativa.

O 2º Fórum das Cidades Amigas do Design aconteceu no dia 5 de novembro no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba.

Compartilhe: