thumb

 

A Volkswagen vai apresentar no Salão Internacional de Genebra (3 a 13 de março), além do novo Golf Cabriolet e o novo Tiguan, o Bulli, uma reinterpretação da lendária Kombi.

O carro é o resultado de um projeto que começou 10 anos atrás, que se propôs a renovar o conceito deste clássico, até hoje produzido no Brasil.

A nova Kombi é movida por um motor elétrico, equipada com seis assentos e com um sistema controlado por iPad. “Graças a tecnologias de propulsão altamente avançadas, a Kombi em exposição em Genebra é o que se chama de “veículo sem emissões”, movida apenas por eletricidade. Não há emissões nem cano de descarga. O motor elétrico do novo Bulli fornece 85 kW de potência e impressionantes 270 Nm de torque. Como ocorre com esse tipo de motor, sua força máxima é gerada desde a imobilidade. Silencioso, ele recebe energia de uma bateria de íon-lítio com capacidade máxima de armazenamento de 40 kWh”, informa a assessoria de imprensa da marca.

A autonomia do carro pode chegar a até 300 quilômetros e poderá ser recarregado em “postos de abastecimento elétrico”. O problema é o tempo. Menos de uma hora!  Mas a assessoria salienta que o modelo poderá incorporar motores a diesel e gasolina. Sua velocidade máxima é de 140 km/hora.

untitled-2

Dimensões: 3,99 metros de comprimento, 1,75 metro de largura e 1,70 m de altura

Compartilhe: