Aloha!

Hoje vou mostrar pra vocês outro projeto da Typedepot, a mesma foundry que produziu a Barrister Sans, já comentada por aqui. Agora é a vez da Piron.piron_typedepot_site_peq

 

Além do kerning largo, dos 170 glifos incluindo acentos e pontuações e serifas arredondadas, a Piron tem uma característica mais bacana: em cada um dos seus caracteres, alguma parte dela é descontinuada, como que se houvesse um ponto de partida e término do glifo. Segundo os typedesigners Alexander Nedelev e Veronika Slavova, o tipo é altamente legível e apropriado para qualquer uso: logos, web, prints especialmente em revistas, brochuras, posters, flyers e motion graphics.

Não sei se é pra tanto, mas que é uma fonte interessante, isso é. Como costumo dizer, o potencial dela será explorado pelo talento e técnica do designer que usá-la.

Lembrando que a Piron é free, tanto o peso regular quanto sua obliqua.

por Daniel Campos

Compartilhe: