Sempre podemos contar com o Tyler, do Nomad Ink, para nos dar ótimas dicas, e o Paul Sahre não decepcionou.

Sahre é um designer norte-americano daqueles com um trabalho bem particular. Já fez muitas capas de livros, ilustrações para o New York Times, cartazes para peças de teatro, e muita serigrafia (algo pelo qual ele se diz apaixonado). Ah, ele também é campeão mundial (entre os designers gráficos) de pebolim.

Sahre é daqueles designer cujo trabalho é sorrateiro. Não é como o Peet Pienaar, sobre quem postamos ontem, que “grita”, pela quantidade de cores e elementos. Os trabalhos de Sahre sussurram e pedem para serem olhados por muito tempo, para que achemos os vários significados por trás de imagens aparentemente simples.

Nessa apresentação para a AIGA, Sahre fala dos desafios que ele enfrenta todo dia como um designer com a personalidade que ele tem: alguém que quer tentar algo diferente, que finca o pé para fazer as coisas como ele quer (Hoje sou um Design Nazi!), os processos criativos dele. É comprido, tem duas parte, mas vale muito a pena!

Paul Sahre: A Designer And His Problems, Part I from AIGA/NY on Vimeo.

Paul Sahre: A Designer And His Problems, Part II from AIGA/NY on Vimeo.

illustration_freakcover_couplingscover_killingyourselftolivesmcd_photoscover_adultery

Compartilhe: