O vestido é a própria festa. Com 24 mil LEDs coloridas, a dupla de designers Francesca Rosella e Ryan Genz, donos do estúdio londrino CuteCircuit, construiu o Galaxy dress, feito para ser o maior produto de se vestir em exposição no mundo; isso no final de 2009. “Nós usamos o menor LED colorido existente, plano como o papel, e que mede 2 x2mm. Os circuitos são super finos, flexíveis e bordados a mão, em uma camada de seda, de um jeito que desse a possibilidade de o tecido de LED esticar para poder se mover como um tecido normal, com leveza e fluidez”, contou o duo para o site wired.com.

O vestido fica ligado por meio de pequenas baterias de iPod escondidas na crinolina, parte do material da peça, entre 30 minutos a uma hora. A criadora disse que nenhum incômodo é causado pelas baterias, que não podem ser vistas entres as quatro camadas do vestido.

Via www.wired.com

 

Compartilhe: