O prisma instalado dentro da cúpula do museu V&A, Victoria and Albert Museum, para o Festival de Design de Londres, é uma obra do designer japonês Keiichi Matsuda´s. A obra, na verdade, funciona como uma grande tela que transmite informações do fluxo de dados da cidade como a velocidade do vento, níveis de poluição do ar, atualizações sobre o trânsito, números de bicicletas alugadas em uso e até consumo de energia da residência do Primeiro Ministro inglês. Tudo isso em padrões gráficos “para criar um pachwork ao vivo de Londres”, explicou o designer ao site Magazine Dezeen.

“Você os enxerga na totalidade como um tipo de lente dentro de uma segunda cidade como normalmente não os vê, mas que nos evolve a cada dia”, acrescentou Matsuda.

De acordo com o site, o projeto aconteceu por meio de um pedido do designer a uma rede de programadores e artistas interativos para escolherem uma fonte de dados da lista dele. E, assim, pudessem desenhar e criar, inspirando-se em coleções expostas no V&A, texturas para representar as fontes escolhidas.

 

 

 

 

Via www.dezeen.com

Compartilhe: