Aloha!

Desde agosto de 2010, quando fiz um curso de caligrafia para designers com a Andrea Branco, me apaixonei pelo alfabeto árabe. A formas das letras, as fitas e enlaces com possibilidades inúmeras de escrita e representação, não apenas fonética, mas visual, prenderam minha atenção desde o primeiro instante. Infelizmente não pude ainda dedicar tempo a isso, mas está nos planos.

E hoje, vasculhando meus bookmarks a procura de um post, encontrei o trabalho monstruoso do calígrafo francês Julien Brenton. O cara é especializado em alfabeto árabe.

Mas caligrafar em árabe não foi o suficiente para o francês. Ele resolveu se tornar artista performista e registrar seus desenhos em light painting. Pode não ser nenhum revolução, mas é uns dos trabalhos mais lindos em árabe que já vi.

Quem gostou do trabalho, indico o Behance do Julien. Caligrafia e alfabeto árabe em altas doses. E para fechar o post, segue um video dele fazendo suas belíssimas performances. Ótimo exemplo das coisas que podem surgir com a convergência da arte com tecnologia.

Compartilhe: