O concurso mundial promovido pela Electrolux é um dos que gera, na nossa opinião, algumas das ideias mais interessantes em relação a produtos. São conceitos que extrapolam a tecnologia existente e que reimaginam tarefas simples, mas essenciais ao cotidiano.

Os oito finalistas de 2011 são:

De onde? Coreia do Sul

Designer: Gyu Ha Choi

O Tap é uma evolução daqueles aspiradores de pó robotizados, pois pode ser comandado a limpar uma área específica. O controle remoto fica no pé do usuário. Duas batidinhas no chão ativa o robô para limpar aquele local. Mais dois cancela o pedido e três batidinhas faz eles voltar à programação local.

De onde? Finlândia

Designer: Tommi Moilanen

Tranforme seu smart phone no controle remoto deste “hot plate” e agilize a forma como vocês esquenta a sua comidinha. O aplicativo vem com memória intuitiva e registra como você cozinhou da última vez. O cabo é em madeira eu facilita seu armazenamento.

 

De onde? USA

Designer: Matthew Schwartz

O “Onda” é um micro-ondas portátil que pode ser usado com refeições pré-prontas. Baterias de papel (?) são usadas para produzir energia.

 

De onde? Eslováquia

Designer: Adrian Mankovecky

Manchou a roupa? Esse é o produto perfeito para resolver isso. O tira-manchas portátil usa ions negativos e vapor para tirar as manchas e permite escolher a melhor forma de limpar aquele determinado desastre. Usa baterias de cristal de açúcar ( essa é nova pra nós também).

 

De onde? Austrália

Designer: Enzo Kocak

A “Fita” é um aquecedor e refrigerador multi-função portátil. Sua forma e flexibilidade permitem vários tipos de aplicação, podendo ser usado reto ou envolto do que se quer aquecer (ou resfriar). A bateria é recarregável e pode também inverter o processo de carregamento. Enquanto não está sendo usando, converte excesso de calor em eletricidade. (Se tivéssemos que aposta, apostaríamos neste, hein!)

 

De onde? Canadá

Designer: Kent Madden

Um tostador portátil de bagel pensado para aquelas pessoas de vida corrida que não têm tempo de tomar o seu café da manhã.

 

De onde? Nova Zelândia

Designer: Roseanne de Bruin

O Smoobo blender é divertido e fácil de usar, basta colocar os ingredientes dentro do liquidificados e quique. Cada vez que você joga no chão ativa as baterias cinéticas. Bem lúdico e diferente…

 

De onde? Hungria

Designer: Adam Miklosi

O Sous-vide cell cooker é inspirado na tendência do movimento “slow food”. Ele ajuda a cozinhar em tempos pré-determinados. Softwares que podem ser integrados aos smartphones ajudam a planejar o menu. Os ingredientes ficam selados num saco plástico à vácuo e o cozimento neste dispositivo pode durar até 72 horas (bem slow food mesmo!) numa temperatura precisa e muito mais baixa que o usual. A intenção com isso é manter a integridade dos ingredientes.

E as suas apostas?

Compartilhe: