Temos um novo colunista especial agora, o site Design PVC, que aborda, basicamente, produtos feitos com esse material, Policloreto de Vinila.

Que tal resgatarmos um pouco da história desse material e entender porque ele é tão utilizado na indústria.

O PVC foi sintetizado – com uma composição um pouco diferente – em 1835, na Alemanha. Mas foi só no fim dos anos de 1920 que foi possível produzir essa resina em larga escala.

Super versátil e barato. São essas duas as principais características que fazem do PVC um material presente em quase tudo do nosso dia a dia. Das tradicionais tubulações até sapatos e joias, o PVC literalmente se molda à imaginação.

No entanto, em tempos de discursos sustentáveis, o PVC acaba não sendo visto com muitos bons olhos. Só que o material é, sim, 100% reciclável. O que acontece é que o índice de reciclagem ainda é baixo. No Brasil está, ainda, em apenas 17%, número próximo ao da Europa.

Fato interessante: o PVC (segundo um relatório da fabricante de plásticos, a Brasken) é fabricado com 57% de insumos provenientes do sal marinho ou da terra (sal-gema) e os outros 43% de insumos do petróleo. Mas empresas com a própria Brasken já estão tentando desenvolver produtos à base de cana-de açúcar, que além de usar só fontes renováveis, também ajuda a tirar CO2 da atmosfera.

Dá para fazer móvel. (Irmão Campana - Anêmona)

Dá para fazer móvel. (Irmão Campana - Anêmona)

 

Inclusive luminárias. Essa da Derick Objetos

Inclusive luminárias. Essa da Derick Objetos

 

Joias - Essa do Marzio Fiorini

Joias - Essa do Marzio Fiorini

 

E claro, arte. Essa exposta em Malmö (Suécia), em 2009. Foto: http://www.flickr.com/photos/ogh/sets/72157622084492802/

E claro, arte. Essa exposta em Malmö (Suécia), em 2009. Foto: http://www.flickr.com/photos/ogh/sets/72157622084492802/

 

Compartilhe: