centopeia

Fruteira Centopéia da Desfiacoco Design, do Paraná. A peça de design permite inúmeras possibilidades de formato e que seja utilizada nos dois lados, comportando-se tanto para frutas grandes quanto pequenas. Foi desenvolvido com materiais 100% recicláveis, à base de fibras naturais de coco, cana e madeira.

Letícia Garizi

A busca pela competitividade dos produtos brasileiros no mercado internacional, algumas iniciativas estão colhendo resultados significativos, que se refletem nos dados da balança comercial. Além da preocupação em diversificar os compradores, com crescimento das exportações para países da Ásia, Europa Oriental, Oriente Médio, América Latina, Caribe e da África, os empresários brasileiros também estão atentos aos mercados tradicionais, como os países do Mercosul, da União Européia e os Estados Unidos. Com isso, apesar da crise econômica mundial ter começado no final do ano passado, o país registrou, em 2008, um aumento de 32% das exportações sobre 2007, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio (MDIC).

A fim de atender os novos mercados e os já tradicionais, a indústria brasileira tem apostado no design para aumentar sua competitividade. Uma das iniciativas do MDIC e da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) que incentiva esse posicionamento é o Programa Design & Excellence Brazil (DEBrazil), atualmente coordenado pelo Centro de Design Paraná. Desde 2003, o DEBrazil apresenta à Europa o melhor do design brasileiro, por meio da participação no prêmio iF Design Awards. Este ano, foram premiados 20 produtos brasileiros e quatro projetos de estudantes; no total, cinco a mais do que na edição anterior. O Brasil ficou na oitava posição em número de vencedores, à frente de países como Suíça, Suécia, Itália e Espanha. Além disso, a luminária Super Bossa, do designer Fernando Prado, recebeu o Troféu Gold do iF Product Design Award, concedido aos 50 produtos de maior destaque entre os vencedores. Atentos aos desejos do consumidor europeu, os brasileiros que conquistaram o selo iF em 2009, seguiram a tendência de criar produtos de linhas limpas, retas e com cuidado no acabamento, requisitos primordiais para quem planeja exportar para esse mercado.

321_faro_design

A parceria firmada entre o DEBrazil e a organização do iF Design Awards se torna cada vez mais sólida. O Programa é o principal interlocutor do iF na América Latina. A confiança no trabalho realizado pelos brasileiros é tanta, que na edição 2009 uma equipe do Brasil integrou o júri responsável pela pré-seleção de projetos inscritos no iF Concept Award, que premia os 100 melhores trabalhos de estudantes de todo o mundo.

Um selo internacional e reconhecido como o iF valida a qualidade do design do produto. Por isso, programas como o DEBrazil são importantes apoios ao trabalho realizado pela indústria do Brasil, único país no mundo que conta com uma iniciativa desse gênero. Por meio dela, os vencedores ainda contam com apoio para participar de uma exposição que acontece na Alemanha, onde está a sede do IF, bem como com ampla divulgação do resultado nos mais diversos canais de imprensa.

254_dominox2

No segmento de móveis ainda foram premiados a cama com encosto reclinável da Faro Design, do Rio Grande do Sul e um sistema mobiliário da Dominox, de Minas Gerais.

Existem diversas formas de incorporar a cultura do design e da inovação nas empresas com o objetivo de desenvolver um produto que possa ser competitivo no exterior. Mesmo em momentos econômicos delicados como o atual, ampliar essa participação, assim como continuar investindo em qualidade e design, ainda são prioridades à sobrevivência do produto brasileiro. Contar com o apoio de um programa organizado para isso pode ser um importante diferencial no alcance de reconhecimento internacional e conquista de novos mercados.

Imagens: fotos de alguns dos produtos premiados em 2009 no iF Design Award.

Letícia Gaziri

Graduada em Design de Produto pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, especialista em Administração com ênfase em Marketing pela FAE Business School e mestranda em Organizações e Desenvolvimento pela Unifae. Com 10 anos de atuação profissional, foi coordenadora do Núcleo de Design do Linhão do Emprego, em Curitiba, coordenou a 2ª edição do Programa Criação Paraná e o projeto Design Excellence Brazil. Atualmente é diretora de projetos do Centro de Design Paraná.

Compartilhe: