Superlativ é um estúdio novo, tem apenas oito meses, e é formado por uma dupla de brasileiros residindo na Califórnia, Marcel Ziul e Marcos Vaz.

Mesmo com pouco tempo, a dupla já realizou trabalhos daqueles que muita gente sonha fazer para marcas como CBS (Dr.Phil), National Geographic, Mexico Soccer Primeira Division, Sky Sports Italia, OWN – Oprah Winfrey Network, NFL, FOX e Apple.

Afim de divulgar o seu trabalho entre os conterrâneos, eles nos mandaram a história de um dos seus principais cases até o momento, o branding para a Copa América 2011, a reformulação da marca para a transmissão do campeonato.

O resultado é muito bom e mereceu espaço aqui. Esperamos que inspire vocês.

COPA AMÉRICA 2011 – PACOTE

O DESAFIO

Como briefing de criação principal e ponto de partida para o processo criativo tínhamos o logo do evento. A partir dos seus elemento, a bandeira estilizada da Argentina ligada a uma bola de futebol com a imagem da América Latina, criamos as combinações de cores principais e a ideia de trabalhar com tecidos. Isso era algo com que já estávamos dispostos a trabalhar anteriormente, mas ainda precisávamos encontrar um conceito para o pacote completo, como uma ideia, algo que poderia “amarrar” todo o pacote de maneira agradável e eficiente.

A SOLUÇÃO

Fizemos uma ampla pesquisa sobre futebol, edições anteriores da Copa América, o país sede (Argentina) e os países que participariam do evento. Com base nessa pesquisa, percebemos que o slogan “unidos” era o elemento mais preciso e forte para representar esse evento. Contudo, restava a pergunta: como poderíamos traduzir isso em elementos gráficos?

A maioria dos fãs de futebol possui bandeiras diferentes com cores e padrões distintos, cada uma delas representando suas equipes ou seus países.  A bandeira ainda é o principal elemento identificável relacionado aos fãs em todos os esportes. Nossa ideia era reunir bandeiras que representam os países na grande arena do futebol.

Os padrões de estampa

Os padrões estão por toda parte: tecidos, tijolos, pinturas. Trata-se de uma arte que representa a cultura. Cada região do globo possui seus padrões específicos exclusivos. Dos maias/astecas aos primeiros padrões da calçada de Copacabana, criamos uma série de bandeiras com cores e padrões diferentes dos países que participavam do campeonato. A ideia foi adicionar algo único e um significado para as bandeiras.

Pacote gráfico para jogos

O pacote exigia gráficos informativos claros e dinâmicos para a transmissão dos jogos ao vivo. Entregamos 14 peças gráficas diferentes que eram de fácil adaptação para cada país, mas mantendo a marca global do evento.  É sempre um desafio criar uma solução simples para as emissoras substituírem e trocarem os gráficos e informações. Tinha que ser uma combinação de design simples e claro, de organização e timing de animação.

Transições das bandeiras

Dando vida ao projeto

Trabalhar com a dinâmica de tecidos é sempre uma decisão difícil, especialmente num projeto com tantos elementos a serem entregues em um período de tempo curto. Fizemos várias tentativas durante a produção, buscando encontrar o peso e textura corretos para as bandeiras.

Além disso, estávamos trabalhando em duas plataformas 3D diferentes. Maya para os cálculos de dinâmicas mais pesadas, como as cenas do estádio, e Cinema 4D para as peças menores. Era crucial manter o “render” de cada cena idêntico.

Também produzimos uma série de texturas animadas para cada padrão e bandeira para ser aplicadas nos tecidos 3D. Combinar a animação da textura com a câmera em 3D também acabou sendo um grande desafio.

No Maya, utilizamos o sistema de dinâmica nCloth. Tratava-se da solução perfeita para esse tipo de interação com tecidos. Certamente, quando falamos sobre dinâmica, as simulações são muito delicadas e de difícil administração, mas os resultados valem a pena.

O resultado final é este. Agora fica para vocês falar se gostaram.

MONTAGE COPA AMERICA 2011 from superlativ on Vimeo.

Compartilhe: