Com um discurso profundo em defesa de que o grafite seja reconhecido como arte, a empresa portuguesa Jetclass lança a sua “Graffiti collection”. A ideia foi aliar o antigo à arte urbana. O resultado pode ser visto nas peças de cada um dos temas da coleção. Ferrari, Paris, o Porto e Angola são algumas das temáticas abordadas pelos artistas, que desenvolvem todo o trabalho a mão.

“A arte como ‘escrita’ é um criativo método de comunicação com outros escritores e o público em geral. O que ele comunica é a identidade do artista, expressão e ideia. Julgamentos são baseados unicamente em alguma habilidade artística. Esse tipo de comunicação é de valor porque isso conecta pessoas independentemente da diferença cultural, linguística, ou racial em uma maneira que nenhum outro meio pode fazer”, reconhece o estúdio.

Mais sobre a empresa no www.jetclass.pt

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe: